Tricologia / Conceitos

Cabelos
O cabelo é uma fibra natural, uma proteína rígida, rica em enxofre denominada queratina. A fibra capilar e todas as demais fibras de queratina têm estrutura muito complexa, o que torna difícil a compreensão de todas as suas propriedades.

O cabelo nasce nos folículos que são estruturas situadas dentro da pele, sendo que o seu crescimento e tempo de vida são determinados pela atividade dos folículos. A espessura, a forma e a cor do fio de cabelo podem ser alteradas durante a vida.

Os principais elementos no folículo são:

• Papila Dermal: responsável pelo controle do ciclo folicular;

• Bulbo: região a partir da qual o cabelo cresce;

• Glândulas Sebáceas: responsável pela produção do sebo, ressaltando-se que o sebo é o material que determinará o grau de oleosidade do cabelo. As glândulas sebáceas estão presentes em todos os folículos pilosos e estão localizados dentro do couro cabeludo. O sebo produzido passa através de um canal, sai para a superfície pelo mesmo orifício por onde sai o cabelo e se espalha pelos fios e pelo couro cabeludo. Portanto, o fato de o cabelo ser oleoso ou não é função das glândulas sebáceas e de seu funcionamento.

• Músculos eretores do pêlo: a cada folículo piloso está associado um músculo eretor que quando é contraído, por exemplo, pelo frio, o pêlo fica ereto. Este fenômeno de ereção comprime as glândulas sebáceas e mais sebo é lançado para a superfície da pele.

Corte Longitudinal da Pele Humana
Demonstrando um Folículo Pilosebáceo


1. stratum corneum
2. epiderme
3. glândula sudorípara
4. glândula sebácea
5. folículo piloso
6. vasos sanguíneos
7. derme

O cabelo exerce funções de proteção e adorno. Protege a cabeça contra a abrasão mecânica e funciona como um isolante térmico e atua contra a radiação, proveniente da luz solar. A função de adorno está relacionada com a beleza e a condição do cabelo. O cabelo influi muito na aparência e no aspecto do rosto. Neste contexto, ressalta-se que a haste do cabelo, que é a parte do fio que emerge do couro cabeludo, é formada de células queratinizadas e apresenta três componentes morfológicos principais fig. 2 – (1) cutícula, (2) o córtex e (3) a medula

Estereograma da Estrutura do fio de cabelo.
A cutícula é a parte externa do fio de cabelo. É a unidade morfológica responsável pela proteção das células corticais. É a principal barreira à penetração de agentes químicos e enzimáticos para o interior da fibra. Permanece intacta somente alguns milímetros próximos ao couro cabeludo. Sua deterioração é causada por ação mecânica (escovar, pentear, secar), por meios químicos (shampoos, permanentes, descolorações, tinturas e alisamentos) e pela ação de intemperismo (lavagens, sol, mar, piscina e vento). O dano à cutícula torna o cabelo sem brilho, difícil de pentear e áspero ao toque. Pode ser percebido, por exemplo, passando-se o dedo pelo fio de cabelo. A remoção total da cutícula causa as chamadas “pontas duplas”, com exposição das células corticais (células do interior do fio).

A cutícula é formada por 6 a 10 camadas de células, sobrepostas na direção longitudinal da fibra (como se fossem telhas no telhado). Cada célula da cutícula é composta por uma série de camadas com espessura, composição química e propriedades diferentes. Como resultado dessas diferenças, cada parte da célula reage a modo distinto e específico aos tratamentos cosméticos. Também são essas diferenças que permitem à cutícula desempenhar o seu papel o seu papel biológico de proteção das células corticais. Ressalta-se que a cutícula é a principal responsável pelo atributo brilho do cabelo, tendo ainda influência fundamental no toque (maciez) e na penteabilidade. O córtex forma o interior do fio de cabelo e compõe cerca de 70% da massa da fibra capilar.

Consiste em células queratinizadas, em forma de fuso, que estão paralelamente orientadas ao longo do fio. Possui uma estrutura muito compacta (pouco porosa). O córtex é a unidade morfológica responsável pela elasticidade e resistência do cabelo. Também é a estrutura que determina a maior ou menor porosidade dos fios. Esta estrutura do córtex pode ser alterada por agentes químicos (permanentes, tinturas, descolorações, alisamentos) e pela ação da luz ultravioleta proveniente da radiação solar. Conseqüentemente, esses agentes modificam a estrutura da queratina, produzindo uma diminuição na resistência e na elasticidade dos fios.

Podendo, também, acarretar aumento de porosidade, o que torna o cabelo mais susceptível a ataques químicos e aumenta o tempo de secagem dos fios. A medula, que pode ou não estar presente, compõe apenas uma pequena fração da massa capilar. Pode ser contínua ou fragmentada, ao longo da fibra, e não ocorre em fios finos. A medula tem textura aberta (porosa).

Possui grande número de vacúolos (buracos) que são resultantes da síntese de quantidade inadequada de proteínas para preencher as cavidades das células. A medula tem sua função desconhecida. Nos cabelos naturalmente pigmentados são encontrados pigmentos granulosos chamados de Eumelanina, cuja cor varia do marrom claro ao negro intenso. Encontra-se também pigmentos difusos, Feomelanina, cuja cor varia do amarelo muito claro ao marrom ruivo.

cabelos

domingo 19 julho 2009 09:59



Nenhum comentário Tricologia / Conceitos



Seu comentário :

(Opcional)

(Opcional)

error

Importante: comentários racistas, insultas, etc. são proibidos nesse site.Caso um usuário preste queixa, usaremos o seu endereço IP (54.91.125.72) para se identificar     



Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para eduricca

Precisa estar conectado para adicionar eduricca para os seus amigos

 
Criar um blog